Notícias

Jornal À Crítica – A importância da água para nossa saúde

Publicada em: 24/07/2017

1 – Para que o organismo utiliza a água ? Em que processos metabólicos ela é necessária ?

R – A água é um componente essencial de todos os tecidos corpóreos. Além de ser fundamental para todos os processos metabólicos do organismo, não podemos nos esquecer de que a água faz parte da composição de nossas células, tecidos e órgãos. Estima-se que um ser humano adulto tenha cerca de 60% de seu corpo composto por água. No recém-nascido, essa quantidade pode atingir entre 74% e 80%. Depois do oxigênio é da ausência de água que mais o organismo sentirá falta, daí a importância de ser mantida uma boa hidratação corporal.

2 – Quais os sintomas da falta da água no organismo ?

R – Os principais sintomas são: dores de cabeça, cansaço e fadiga, concentração baixa, boca sêca, diurese (urina) concentrada (escura), pele ressecada (áspera)  e irritada, tontura, queda da pressão arterial, confusão mental e até óbito.

3 – Quais as consequências da desidratação ?

R – Se a água no corpo humano for reduzida em…

  • 1%, a pessoa sente sede;
    • 2%, a eficiência no trabalho diminui;
    • 5%, a pessoa se sente mal, confusa e desorientada. A resistência ao estresse também diminui e a pessoa sente náuseas;
    • 20%, a pessoa pode perder a consciência e ir a óbito.

4 – A médio ou longo prazo, o que pode acontecer à pessoa que não se hidrata devidamente ?

R – Os indivíduos desidratados apresentam menor volume de sangue que o normal, o que acaba atrapalhando o funcionamento do coração levando a episódios de hipotensão. Quando existe uma queda de 5% no volume de água no corpo, seu cérebro perde em torno de 30% de seu desempenho o deixando cansado e pouco produtivo. Isso, também afeta severamente os rins que não conseguem filtrar o sangue levando ao acúmulo de substâncias tóxicas no organismo e perda progressiva da sua função o que pode levar o indivíduo a hemodiálise. Outra consequência muito comum é o surgimento da calculose urinária que pode resultar em dor significativa, infecções urinárias graves e perda do rim acometido, sendo uma das causas mais frequentes de consultas com o urologista.

5 – A sede não é um indicativo suficiente da falta de água no corpo? Por que não sentimos sede sempre que o corpo precisa de hidratação?

R – A sede é um sinal de alerta para a necessidade do corpo por água. Ela aparece quando a quantidade de líquidos no organismo já se encontra abaixo do nível desejado. Além do suor, também expelimos de 1,5 a 3 litros pela urina, mais ½ litro vai pela evaporação da respiração e ainda 200 mililitros estão somados nas fezes. Apesar dessas perdas, algumas condições como frio, estresse no trabalho e principalmente, falta do hábito de beber água nos levam a sempre mantermos nossas reservas no limite. Por isso, não espere a sede chegar e o seu corpo já sentir as consequências da desidratação que muitas vezes são cumulativas e irreversíveis. Reabasteça seu organismo com frequência com no mínimo 2 litros desse precioso líquido diariamente. Tenha sempre uma garrafa de água ao alcance das mãos, pois a reposição de líquidos deve ser frequente e independente da sensação de sede. Além disso, se dois litros de água lhe parecem demais, saiba que parte da ingestão diária pode ser suprida com outras fontes, como sucos, água de coco, leite, frutas, chás e sopas. Em medidas caseiras, essa quantidade representa cerca de oito a 10 copos diariamente. O recomendável é não esperar que a sede chegue, mas adotar o hábito de se manter hidratado. No consultório, sempre recomento meus pacientes a começarem o dia com um copão de água ativando o cérebro, os rins e consequentemente todo restante do seu organismo.

6 – Quais são os reais benefícios da água para o organismo? Isto é, para que devemos nos manter devidamente hidratados?

R – Regulação da temperatura corporal – Durante os exercícios físicos ou quando o clima está muito quente, a água do organismo é liberada pela transpiração para regular a temperatura e evitar que nosso organismo esquente demais ou sofra alterações térmicas bruscas. Desintoxicação o corpo – Ela auxilia na prevenção e no tratamento de infecção urinária, pois o líquido estimula as idas ao banheiro, o que ajuda a “limpar” o trato urinário. Em parceria com a ação das fibras alimentares, a água ajuda a formar e hidratar o bolo fecal, evitando que ele fique ressecado e, como consequência, cause constipação intestinal. Também auxilia na respiração, pois dilui o muco, o que facilita a expectoração de resíduos pulmonares. Absorção e transporte de nutrientes – A água auxilia na absorção de nutrientes e glicose. Além disso, o líquido ajuda no transporte dessas substâncias pela corrente sanguínea e na distribuição para as diversas partes do organismo. Emagrecimento – Além de reduzir a retenção de líquidos, pois coloca os rins para trabalhar, a água também traz sensação de saciedade. Assim, ingerir dois ou três copos antes da refeição ajuda a controlar o apetite. Sem contar que não tem nenhuma caloria. Pele bonita – Promove a revitalização das células e mucosas. Na pele, isso resulta em uma hidratação de dentro para fora. Portanto, ela constitui o método mais barato e eficaz para evitar o ressecamento e a descamação.

Texto – Prof. Dr. Cristiano Paiva (Urologista da Clínica UROCENTRO)

Todos os direitos reservados
® 2017